Equipe Técnica da Assistência Estudantil divulga agenda de atendimentos nos campi

O atendimento e as visitas domiciliares aos estudantes que participam de Programas de Assistência Estudantil nos campi da Universidade Federal do Pará são procedimentos realizados pela Diretoria de Assistência Estudantil para garantir o acompanhamento da situação sociopedagógica dos discentes. Para o ano de 2016, foi definida uma agenda que se vem cumprindo desde o mês de janeiro.

Abaetetuba- No próximo dia 13 de abril de 2016, a equipe vai estar no Campus de Abaetetuba para realizar reunião com os alunos quilombolas e indígenas, fazer atendimentos individualizados e visitar domicílios dos alunos que recebem auxílios e bolsas. Durante as visitas, as assistentes sociais, as pedagogas e os psicólogos conversam com os familiares dos estudantes. O objetivo é elaborar parecer sobre a realidade do aluno.

Soure- No período de 18 a 20 de abril de 2016, a equipe vai estar no município de Soure para também cumprir agenda de visitas e reunião com os alunos. Na ilha do Marajó, a equipe tem visitado alunos em diversas localidades, como Cachoeira do Arari, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, Breves, Curralinho e Melgaço. O esforço para o deslocamento dos técnicos é para que mesmo os estudantes que tenham origem familiar distante das unidades de estudo não deixem de receber atendimento.

Castanhal- Dia 5 de maio, será a vez do Campus de Castanhal   receber os técnicos.  Em Castanhal, haverá reunião com a coordenação do campus e a pauta será a ampliação do atendimento dos discentes que participam dos programas de bolsas, auxílios e serviços. O acompanhamento dos alunos que moram na Casa Estudantil também será a preocupação dos trabalhos neste município que vem, periodicamente, recebendo a presença da Assistência Estudantil.

Convite- O diretor de Assistência Estudantil, professor José Maia Bezerra Neto, convida todos os alunos desses campi a se fazerem presentes nessas datas, para conversar com   a equipe técnica de pedagogos, assistentes sociais e psicólogos da DAIE. “ Nossas técnicas vão estar à disposição para o atendimento, retirar dúvidas e saber as demandas dos alunos. No ano de 2015, realizamos em torno de 1000 visitas domiciliares aos estudantes, mas, desde 2010, passamos a intensificar essa forma de acompanhamento dos alunos, o que chamamos de Assistência Estudantil Itinerante. Dessa forma, conseguimos estender nossos programas para todos os discentes que necessitam de apoio” afirma o diretor.

 

Texto e foto: Ana Lúcia Oliveira - Assessoria de Comunicação/ Proex


----------------

Publicado em: 08.04.2016